terça-feira, 28 de outubro de 2008

É verdade que o horário de verão atrapalha o funcionamento do organismo?

Horário de verão pode diminuir a atenção

Para os mais sensíveis, sim. O organismo funciona como um relógio, o que significa ter sono em determinados horários e fome em outros. Quando se adiantam os ponteiros uma hora, o corpo não se adapta automaticamente. O sono, principalmente, fica perturbado. Os que mais sofrem são os "pequenos dormidores" — indivíduos que passam cerca de cinco horas na cama — e os "grandes dormidores" — que precisam de dez horas. Os dois tipos representam cerca de 20% da população.
Durante uma semana eles não sentem sono no horário em que normalmente dormiram porque os ponteiros estão adiantados. E estarão sonolentos ao se levantar. "Isso provoca uma queda na concentração durante o dia, aumentando os riscos de acidentes no trabalho ou no trânsito", diz o cronobiologista Nelson Marques, da Universidade de São Paulo. "Torna-se também difícil realizar trabalhos que exigem atenção." O problema volta a ocorrer com o fim do horário de verão, quando os relógios são atrasados em uma hora.
fonte:revista super

5 comentários:

Ropiva disse...

Faço parte dos organismos mais sensíveis pq o horário de verão me incomoda e muito!! hehe

Beijo

blogcarburado disse...

Eu me adapto rápido mas minha filha ainda não se adaptou e ai é eu que sofro pois ela continua dormindo e acordando no horário antigo.
Um abraço,

Karla Nogueira disse...

Oi Sandra, não me lembro do horário de verão ter afetado de forma significativa meu organismo. Mas acredito que existam pessoas, como o Rodrigo, que são sensíveis à mudança. Bjs

Will Santos disse...

Também estou nesse grupo dos organismos mais sensíveis, o primeiro mês do horário é rechado de insonia, cansaço pela manhã e estomago revirando.

Mas que é bom chegar em casa "de dia" isso é.

Sandra Cantii disse...

ta vendo só Will, tudo tem seu lado bom tambem..rsss

Abraços