quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Fobia de férias!

Sim, você pode não acreditar, mas tem muita gente que sente um arrepio na espinha só de pensar em sair de férias

Em uma época em que a dinâmica do mercado de trabalho causa alterações de comportamento diante do acúmulo de funções e da possibilidade do desemprego, o direito ao descanso anual, garantido por lei, ultrapassa o status de benefício para se tornar um problema de saúde.

Isso acontece, porque, apesar de a maioria das pessoas saber que é uma pausa indispensável para a manutenção da qualidade de vida, algumas simplesmente não conseguem se des ligar dos compromissos diários e vestir o pijama e as pantufas.

Segundo dados da International Stress Management Association-Brasil (Isma-BR), entidade com filiais em 12 países e que se dedica à prevenção e ao tratamento do estresse, o medo de férias tem aumentado. É o que comprova a última pesquisa da Isma- BR sobre o assunto, realizada com 678 profissionais, na faixa etária entre os 25 e 55 anos, moradores das cidades de São Paulo e Porto Alegre. Dos pesquisados, 38% admitiram ter medo de dar uma pausa muito grande no trabalho e tirar férias de 30 dias.

Os avessos às férias

Confira os resultados da mais recente pesquisa da International Stress Management Association-Brasil (Isma-BR), realizada com trabalhadores das cidades de São Paulo e Porto Alegre:

• 46% afirma sentir receio, porque é um período em que decisões importantes podem ser tomadas na empresa

• 32% teme mudanças de cargo ou responsabilidades, devido às fusões e enxugamentos
• 19% acha que pode colocar seu emprego em risco e ser demitido e uma parcela menor diz temer que ninguém sinta sua falta durante o período de descanso
• 76% respondeu que a sensação de bem-estar e relaxamento desaparece logo na primeira semana após o regresso das férias
• 16% consegue aproveitar, relaxar e melhorar o seu rendimento no trabalho
• 6% retorna ao mesmo nível de estresse de antes das férias
• 2% garante que após o descanso costuma voltar até mais estressado


Leia mais no Viva Saude

4 comentários:

Rodrigo disse...

Felizmente não tenho este problema. Mas acredito que este problema é muito comum nos dias atuais onde o ambiente de trabalho é uma selva muitos problemas de saúde como esse acabem sendo comum.
Um abraço,

Rodrigo Piva disse...

Infelizmente concordo com a porcentagem que tem medo de perder o emprego. Já presenciei muitas demissões de pessoas que tinham acabado de voltar das férias, o que considero um verdadeiro absurdo e falta de ética. Mas cobrar ética da maioria das empresas é acreditar em papai noel. Infelizmente.

Beijão!!

Alexandre Brendim disse...

Eu tenho que confessar.
Eu tenho fobia de férias.
E não é pequena.
Morro de medo de tirar férias e não querer mais voltar a trabalhar.

hehehehhehehehehehehehehehhehehehe

Sandra Cantii disse...

kkkkkkk Alexandre seu chato... Esse medo eu tb tenho!

Obrigada
Abraços